quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

As noites



Por Germano Xavier



seria bom
se não existissem noites.
o dia me anestesia
amortizando a tua falta...

a claridade me entorpece
com a correria das horas
e o trabalho mecânico
de continuar existindo...

o dia me domestica,


cegando a minha dor
com a imensidão da vida
e da morte, tão nuas.

as noites me atropelam
porque silenciam o cortejo
e só ouço o grito pavoroso
da vida perdendo vida.

todas as noites,
tua densa ausência se impõe
e o meu amor
é toda a minha saudade.


* Imagem: http://www.deviantart.com/art/The-Risen-Wave-Crashes-214275428

Nenhum comentário: